Guto Naveira – Estilo e arte lúdica que encontra espaço em residências, empresas, galerias e ruas…

É fato que há quase uns 20 anos quando conheci Augusto Carvalho Naveira, moleque franzino e atentado,  nunca imaginava que iria se tornar um dos artistas de maior expressão na história das artes plásticas contemporâneas da nossa terra.

Guto Naveira é astuto, ele fez o caminho inverso da coisa. Com mais de 20 anos de idade foi embora de Campo Grande com sonhos que nem ele mesmo sabia quais eram, mas entre subempregos e tentativas frustradas de empresariado, como por exemplo um lava jato para carros, deparou-se em determinado momento de sua vida na grande metrópole de São Paulo, a encontrar-se consigo mesmo. Foi neste momento que até mesmo tirado de louco por uns e outros ele se encontrou. Lembrou que quando pequenino desenhava e como uma surpresa , começou, tentou, tentou, conseguiu e não parou mais. Encontrou-se com a arte, ou melhor, a arte o encontrou. Há quem pergunte: mas o que há de tão extraordinário assim na obra de Guto Naveira? A resposta é simples: a autenticidade.

Guto Naveira

Sua obra de tão autêntica tornou-se um novo estilo que mistura o clássico Pop Art com o tradicional cartoon dos desenhos animados e foi então intitulada  Pop Art Cartoon. Esse novo estilo criado por Guto, esboça bem a influência das vertentes tradicionais, com o coloridíssimo universo dos grafites de rua. Sua obra não é da escola de grafite, mas ao observá-la é impossível não remeter-se ao universo urbano. Seus personagens vão de vaquinhas amigáveis a robôs, personas e animais freaks e psicodélicos. 

De volta a Mato Grosso do Sul a pouco mais de 2 anos, nosso amigo Guto serve de exemplo para todos aqueles artistas anônimos sejam músicos, grafiteiros, b-boys, videomakers e MC’s que em determinado momento foram ou são tirados de loucos por alguns, para mostrar que sonhos podem virar realidade, e que para isso basta que nos encontremos e coloquemos em pratica e com força os nossos talentos mais do que nossos defeitos. Hoje o Guto não é nenhuma estrela super famosa, mas vive de sua arte e tem nosso respeito e prestigio  por isso. Salve Guto vida longa ao Pop Art Cartoon!!! Conheça mais sobre o trabalho do Guto Naveira no  blog Arte e Cartoon.

por @guifreizan

Os murais de Graffite mais incríveis do mundo!!!

A revista Casa Vogue, referência em arte e design mundial,  publicou uma lista com os graffites mais incríveis do mundo, aqueles onde o tamanho e a riqueza de detalhes fazem o diferencial. No Brasil a metrópole de São Paulo é o palco dessas intervenções. Edifícios da avenida Paulista, da rua da Consolação e da avenida Brigadeiro Faria Lima, tornaram-se  gigantescos e belíssimos painéis a céu aberto. Isto é uma adequação da Lei Cidade Limpa, que reduziu a poluição visual da cidade e liberou espaço para outros tipos de interferências na paisagem. Um presente da Casa Vogue que compartilhamos com vocês.

São Paulo
Autor: Rui Amaral do Brasil

Bristol, Grã-Bretanha
Autor: Aryz da Espanha

Moscou, Rússia
Autor: Alexandre Farto de Portugal

Lodz, Polônia
Autor: 
Etam Crew da Polônia

Nova York
Autor: Eduardo Kobra do Brasil

Lüneburg, Alemanha
Autor: Herakut

Nova York
Autores: 
OsGêmeos do BrasilAtlanta, EUA
Autor: Roa da Bélgica

Katowice, Polônia
Autor: Escif da Espanha

Szczecin, Polônia
Autores: 
Sepe, Lump e Chazme718 da Polonia

Boston, EUA
Autores: OsGêmeos do Brasil

Fonte: Casa Vogue

Dimossauro do Grafitti!!!

Paulo Cesar Silva, o Speto, é um dos maiores nomes da arte da grafitagem no Brasil. Trabalhando há 27 anos, Speto começou a ganhar dinheiro há 5 anos atrás, quando aprendeu a encarar o trabalho de forma mais realista. Acredita que para o grafiteiro, entender o mercado não vai afetar a imagem do artista. “Para ser um profissional, é preciso entender que o mundo não gira ao seu redor. É algo que vem com a maturidade, pois quando a gente é moleque acha que é o centro do universo. Eu já defendi tanto uma ideia que perdi clientes. Hoje, acho que não adianta ser radical: uma boa medida é ter cuidado com aquilo que realmente leva a sua assinatura. Neste caso, a identidade deve ser mantida. Mas, quem entende as diferentes mídias e as usa a seu favor, não se corrompe. Fama é diferente de carreira”. Durante três anos, ele acompanhou a banda O Rappa, em turnê pelo Brasil, pintando durante as apresentações do grupo. “Você divide com as pessoas o processo. Elas têm a possibilidade de ver o trabalho acontecendo”.

Speto é um dos mais experientes artistas da arte de rua e já está acostumado a perder sua privacidade no momento da criação, já que é no espaço aberto das cidades que muitas de suas ideias tomam forma. É em seu entorno, nos detalhes e pequenas surpresas, onde tira suas principais inspirações para suas criações.

Fonte: blogjusantos.ne10.uol.com.br