Batendo um papo de rua trilha caminhos para organização de ações.

O Encontro que aconteceu no último dia 09/05,  foi bem típico da rua e traçou algumas ações dos coletivos da cidade.

Batendo um Papo de Rua

O coletivo Papo de Rua é a união de artistas e pessoas de diferentes linguagens da cultura e arte urbana que tem a preocupação em desenvolver, divulgar e fomentar as artes de rua.

Para isso buscamos a evolução da qualidade técnica, profissionalização dos artistas e eventos realizados, produzindo informação, dando acesso e formando um público consciente quanto à arte e cultura urbana.

Na ultima quinta dia 09/05 o coletivo Papo de Rua, realizou um bate papo sobre diversos pontos em torno das artes urbanas e seus universos. Estiveram reunidos na praça dos imigrantes no centro da cidade vários grupos e coletivos das mais diversas linguagens da cultura urbana, atletas do skate e cultura Hip Hop de Campo Grande.

Durante o evento foram debatidos os assuntos :

  * Organização dos coletivos nas realizações de eventos;
*Leis de incentivo, lei orgânica do município, fundos de investimento e estratégias para a     cultura urbana no cenário de Campo   Grande, MS e Brasil.
*Grafite x pichação ou grafite e pichação.
*Ocupação dos espaços públicos.

No final do evento a Guarda Municipal compareceu com o efetivo no uso de suas atribuições dando a famosa geral naqueles que ainda estavam presentes na praça após o final do encontro.

Devido a algumas ”irregularidades” como, por exemplo, portar tinta na mochila alguns presentes foram detidos e levados à delegacia de polícia onde foram interrogados e fichados. Na ocasião o delegado de plantão quis saber o que era o papo de rua e enfatizou que querem acabar com o movimento.
Definimos então a realização de novos encontros com a presença da imprensa, advogados e todos os afins para dar continuidade à organização da arte urbana da Capital do MS que vive um momento de efervescência cultura.

Vale lembrar que o coletivo Papo de Rua não se manifesta a favor e nem contra pichações, as quais que tem sido alvo de grande repercussão nos últimos meses aqui na capital. Entendemos que a pichação é um tipo de cultura urbana que está manifestada em todos os centros urbanos, principalmente nos maiores e que o grafite nada mais é que uma complementação, ou até mesmo a evolução da pichação. A diferença está apenas na estética, porém trata-se basicamente da mesma coisa: tinta na parede.

Lembramos também que este é um assunto meramente corriqueiro comparado aos demais problemas sociais que frequentemente são exibidos tanto na internet como nos demais meios de comunicação,  e que isso é apenas uma estratégia para DESVIAR A ATENÇÃO DA POPULAÇÃO mediante aos escândalos de corrupção e negligencia que fazem parte do nosso dia-dia. Na verdade o que dá pra entender é que estão taxando pichadores como bandidos e os verdadeiros bandidos como celebridades. O que também está sendo discutido é a forma como o criminoso de pichação ou depredação está sendo punido  e não exatamente se vai acabar ou não. Na verdade consideramos impossível pararem de pichar por se tratar de cultura urbana.

Se vivemos em uma democracia, que se faça valer pois liberdade de expressão não é crime e é disso que estamos falando. (Papo de Rua)

Anúncios

O Fluxo da gangue… Batalha do Rádio – Manifestação da Cultura Urbana

Não dava pra esperar mais!!! Tenho que compartilhar com vocês as batalhas que já estão no youtube . Não consegui fazer upload de todas as batalhas inclusive da final pois alguns vídeos deram pau. Conforme eu for subindo os vídeos continuarei compartilhando com vocês.

Lembrando então que o Woompa levou novamente o primeiro lugar deixando o vice para o Kiko

Woompa e Kiko

O mais interessante é que nesse movimento que estão fazendo ao seu modo independente, esses mc’s  de Campo Grande tem um espaço criado por eles mesmos em prol de uma cultura viva e  cada vez mais perceptível aos olhos da sociedade moderna, a cultura Hip Hop. Dessa forma chamam a atenção também dos demais artistas e esportistas urbanos como, grafiteirosb-boysskatistas. É um encontro semanal onde é celebrada a cultura de rua na sua mais sublime essência, na rua, no espaço público e na prática bem como o nascimento de um “celeiro de novos talentos” …. Isso é Batalha do Rádio – Eu sou de Campo Grande onde a Batalha do Rádio é o fluxo da gangue!!!

#fluxodagangue

Se liga nas batalhas… segue o fluxo!!!

 

 

 

B Negão diz não ter acreditado quando foi chamado para participar do encerramento olímpico 2012

O cantor B Negão, que participou do 1º Festival Papo de Rua confessou em entrevista ao Estadão que não acreditou quando foi contatado para fazer parte do show de encerramento das Olimpíadas 2012. Diz ter pensado que era um trote e que resolveu dar linha na pipa do trote. Só acreditou depois que houve uma reunião no RJ onde estavam presentes todos os artistas que participaram da cerimônia. Confira:

Papo de Domingo: O amor está nos muros!!! #lovecrew

Neste fim de semana, marcamos o rolê com a a artista Ladys, que conseguiu um muro  para grafitagem numa casa na Vila Progresso. Porem quando cheguei lá me deparei com uma cena no mínimo curiosa: pelo menos dois casais de namorados pintavam juntos na intervenção. Perguntei a eles o que o graffite tinha a ver com isso? A resposta foi: tudo!

O primeiro casal Lady’s e ResaUm conheceram-se através de uma comunidade de graffite na internet, começaram trocar idéias curtir os trabalhos um do outro,  depois de se conheceram pessoalmente e se apaixonaram.

O segundo Casal Damas e JNS  se encontraram  no primeiro rolê que fizeram. O curioso é que era o primeiro rolê de graffitagem dela e dele também. Desde então foram se aproximando e hoje estão juntos.

Aproveitando a deixa, o artista Gnomo que também pintava no local lembrou-se de que, ele também conhecera sua esposa fazendo rolês na rua, ela era dançarina de street dance,  totalmente ligada a arte urbana.

Portanto nossa conclusão é a seguinte: que realmente, apesar da teoria física de que positivo e negativo se atraem, na vida não é bem assim. Os semelhantes é que se atraem. Quem gosta da rua cola com quem também curte a rua.  E você que esta lendo este artigo agora,  perceba: seu amor pode estar bem  mais perto do que você imagina!!! Valeu papeiros e papeiras de rua.  Semana que vem a gente apronta mais .

Este slideshow necessita de JavaScript.

Os murais de Graffite mais incríveis do mundo!!!

A revista Casa Vogue, referência em arte e design mundial,  publicou uma lista com os graffites mais incríveis do mundo, aqueles onde o tamanho e a riqueza de detalhes fazem o diferencial. No Brasil a metrópole de São Paulo é o palco dessas intervenções. Edifícios da avenida Paulista, da rua da Consolação e da avenida Brigadeiro Faria Lima, tornaram-se  gigantescos e belíssimos painéis a céu aberto. Isto é uma adequação da Lei Cidade Limpa, que reduziu a poluição visual da cidade e liberou espaço para outros tipos de interferências na paisagem. Um presente da Casa Vogue que compartilhamos com vocês.

São Paulo
Autor: Rui Amaral do Brasil

Bristol, Grã-Bretanha
Autor: Aryz da Espanha

Moscou, Rússia
Autor: Alexandre Farto de Portugal

Lodz, Polônia
Autor: 
Etam Crew da Polônia

Nova York
Autor: Eduardo Kobra do Brasil

Lüneburg, Alemanha
Autor: Herakut

Nova York
Autores: 
OsGêmeos do BrasilAtlanta, EUA
Autor: Roa da Bélgica

Katowice, Polônia
Autor: Escif da Espanha

Szczecin, Polônia
Autores: 
Sepe, Lump e Chazme718 da Polonia

Boston, EUA
Autores: OsGêmeos do Brasil

Fonte: Casa Vogue

Grafite em movimento: Escadas rolantes viram murais de graffiti em Israel

Inusitado! Essa é a definição para essa espetacular intervenção que o artista israelense Dover D fez nas escadas rolantes de acesso da sede da Prefeitura de Tel Avi, em Israel. Feitas em segundos, a obra é revelada como se fosse um filme passando em um projetor. Uma idéia que proporciona uma nova mídia para shoppings e lugares com escadas rolantes. Certeza que não demorará para publicitários colocarem em prática essa ideia genial. Confira as fotos e aperte o play para ver o vídeo com o grafite em movimento. É muito bacana!

Fonte: Acho Digno Blog

Papo de Domingo da Orla….Stencil e grafite!!!

No Papo de Domingo de hoje combinamos o rolê com a crew DAMAS que lançou o desafio   de colocar em prática o stencil infinito na Orla Morena. Porém a já intitulada “engenhoca” pra fazer isso teve alguns problemas e ficou a promessa da gente colocar pra funcionar num outro dia. Sem se abater com isso, elas fizeram uma sessão com stencils em homenagem ao Papo de Rua, o que abrilhantou nossa tarde juntamente com o grafite dos artistas SAN e BTN, que já faziam um rolê no local no momento em que chegamos, acrescentando um “bônus art” pro artigo.  Só agradece rapaziada.

Valeu DAMAS vida longa pra vocês!!!…A homenagem com o stencil que vocês fizeram para o  Papo de Rua vai para a capa do blog e do face neste mês…Papo de Rua Agradece! Confiram as fotos dessa tarde da orla, ops da hora!!!

Este slideshow necessita de JavaScript.

por @guifreizan – @Papo_de_Rua

Gostou? Faz alguma arte da rua? Quer participar do Papo de domingo? Então entre em contato com a gente através das redes sociais ou por e-mail contato.papoderua@gmail.com. Manifestações em todas as modalidades são válidas arte, dança, música, skate ta tudo junto e misturado aqui…..

Papo de Domingo

É bem verdade que muitas vezes aproveitamos os dias da semana  mais do que no domingo. Mas o que será que fez esse “dia de folga” que Deus nos deu virar uma coisa monótona ? Talvez a própria rotina, o trabalho e os extremamente eventuais “eventos” que acontecem durante a semana, transformaram o domingo num dia de alem de descanso,  muita “lombra”, náusea e indisposição.

Por isso nossa dica é a seguinte: manter o equilíbrio sem exagerar muito de segunda a sábado para sobrar energia e aproveitar bem os domingos. Nesse primeiro Papo de domingo aproveitamos acompanhando  o rolê dos artistas Tox, Caju e ZZN (Danese) Gui Beto,  e Damas com stencil pelo bairro São Francisco região central de campão, bem em frente ao Teatro Imaginário Maracangalha. Entre os moradores de rua, o meio fio, os grafiteiros e a parede só havia uma coisa em comum: a ARTE. 

A arte atrai as pessoas aonde quer que elas estejam seja num museu, no mato ou no meio rua.  É isso que nos inspira!!! Domingo que vem tem mais…